Museu de Ordos, Interior da Mongólia. Fonte: Arquiteto Inquieto.

O Museu de Ordos está localizado nesta nova cidade da Mongólia Interior. Em meio ao deserto, os arquitetos do escritório MAD Architects, estúdio que reúne jovens arquitetos chineses, tiveram a missão de projetar o segundo edifício da cidade. Segundo o Portal EA, o estúdio, localizado em Pequim, é dirigido por Ma Yansong, um chinês que estudou arquitetura em Yale e trabalhou para Zaha Hadid e Peter Eisenman antes de estabelecer seu próprio negócio em 2004.

Sobre o desafio, Ma Tansong diz que “no início, os funcionários da administração municipal não tinham uma ideia clara do que pretendiam. Eles nos deram uma idéia de qual o tamanho que eles queriam que fosse e, em seguida, disseram: ‘Queremos um museu’. Tínhamos que tomar inúmeras decisões por conta própria. Com o tempo, veio a decisão de transferir os artefatos do Museu de História, existente na parte antiga da cidade, para o novo edifício”.

Entrada principal do Museu de Ordos. Fonte: Natasha Selim.

Em sua primeira visita ao terreno do Museu de Ordos, Yasong diz que a inspiração para solução formal seria a paisagem local, marcada pela horizontalidade das dunas de areia, a terra varrida pelo vento e um céu imenso.

Loob do edifício. Foto: Portal EA.

O Museu de Ordos foi uma oportunidade para Yansong experimentar. Como a cidade ainda estava em construção, o arquiteto utilizou como referência arquitetônica a cultura da Mongólia, um povo de passado guerreiro. Essas ideias constituíram um casca com painéis curvos de alumínio retangular, que evocam o movimento. 

Interior do museu. Fonte: Arquiteto Inquieto.

“Decidimos criar um núcleo irregular para a nova cidade, um edifício dividido em várias salas de exposições, com paredes brancas curvilíneas inspiradas pela textura de lava natural, criando espanto e surpresa para os visitantes. O interior torna-se um cenário completamente diferente a partir do exterior. Um grande espaço público com ventilação natural, onde a luz do sol penetra nos corredores diretamente através do teto, faz você se sentir como num mundo novo. O museu está envolto em persianas metálicas reflexivas, as quais esperamos transformar e refletir qualquer outra coisa da realidade ao redor.” MAD Archtects.

A forma curvílinea também está presente no calçamento ao redor do Museu de Ordos. Fonte: My Magicalattic.

Referências Bibliográficas


ALMEIDA, Marcelo. Museu em Ordos, China. Arquiteto Inquieto. Disponível em: <arquitetoinquieto.com/?p=1641>. Acessado em 11 Fev 2015.

Museu de Ordos: Um Óasis no Meio do Destor da Mongólia. Pêssega d’ Oro. Disponível em: <pessegadoro.com/2012/10/museu-ordos-um-oasis-no-meio-do-deserto.html>. Acessado em 11 Fev 2015.

Ordos Art and City Museum, no deserto da Mongólia Interior. Potal EA, Engenharia e Arquitetura. Disponível em: <engenhariaearquitetura.com.br/noticias/358/Ordos-Art-and-City-Museum-no-deserto-da-Mongolia-Interior.aspx>. Acessado em 11 Fev 2015.